sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Emprego| Faturamento

Seleção para vaga de "Faturamento"
 
Requisitos: Experiência em Faturamento, Atuar com faturamento, emissão de Notas Fiscais de Serviços de Exportação e Importação, Emissão e envio de boleto bancário, Nota de Débito, Lançamentos em geral, Conhecimento em impostos PIS Cofins, Ensino Superior Administração ou áreas correlatas 
 
Beneficios: VT, VR, Assistência Médica, Seguro Vida, Cesta Básica
         
Horário: Segunda a Sexta das 8:12 as 18:00 horas
Local de Trabalho: Santos
 
Os interessados: Enviar currículo para:

Estágio|Navio "Royal Caribbean"


Estágio Remunerado

Para receptivo de Navios no Concais e Aeroportos.
Temporada 2012/2013

Royal Caribbean Internacional

Período de Trabalho Dezembro 2012 a Abril 2013.
Disponibilidade para Trabalhar em todas as escalas.

Inglês e ou Alemão intermediário será um DIFERENCIAL.

Interessados: Enviar currículo para:

aucchino@tnmcorp.com
Inserir no campo assunto: CV + Nome do candidato.

TNM Corp.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Estágio|Administração

Empresa: TIVIT
 
Vaga: Estagiário de RH
Bolsa Auxílio: R$ 622,00Benefícios: Bolsa Auxílio: R$ 622,00 + VT+ VR+ Seguro de Vida e Assistência Médica
Horário de Trabalho: 12:00 ás 18:00
Descrição das atividades: auxilio nas demandas de atendimento aos profissionais da empresa e apoio nas atividades administrativas vinculada ao RH
Residir na cidade de Santos
Graduação: Cursando ADM ou Gestão de RH período noturno
Idade: acima de 18
Os interessados deverão encaminhar currículo para o e-mail:

Estágio | Petrobrás

Vagas para Estagiários na "Petrobras"

A Petrobras Distribuidora procura estudantes de nível médio profissionalizante.

A bolsa chega a R$ 865,02.

Interessados: Podem se inscrever até 16 de Outubro pelo site:

www.br.com.br.

Emprego| Telefonia Oi

Oi oferece 90 oportunidades em todo o Estado.

A Oi seleciona para suas lojas na Capital e no Interior do Estado.
 
São cerca de 90 vagas para as funções de "Caixa, Vendedor, Assistente, Supervisor e Gerente de Lojas" em São Paulo, Jundiaí, Campinas e São José do Rio Preto.
 
Inscrições:
 
euquerotrabalharnaoi.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Novas Oportunidades na Caixa Econômica.

Caixa vai abrir 2 mil agências até 2014.
 
A Caixa Econômica Federal vai abrir 2 mil novas agências no Brasil até 2014, disse o presidente do banco, Jorge Hereda.
 
Além disso, planeja inaugurar 5 mil lotéricas e ter mais 4 mil correspondentes bancários.
 
"Este ano estamos abrindo uma agência por dia", afirmou.
 
O banco diz também que vai contratar 6 mil novos funcionários e prevê crescer até 40% no crédito em 2013.
Este ano, o banco já contratou 6 mil funcionários e a meta é expandir a carteira em 42%.
 
"A Caixa não vai crescer comprando outros bancos. Vamos crescer organicamente", afirmou o presidente do banco público.
Em novos negócios, a Caixa vai entrar no credito agrícola, mercado dominado pelo Banco do Brasil.
 
A meta da Caixa é estar entre os três maiores bancos do Brasil até 2014.
Atualmente, a Caixa ocupa o quarto lugar, em ranking dominado por BB, Itaú e Bradesco.
Para o crédito imobiliário, a Caixa deve fechar o ano com R$ 100 bilhões em operações.
Hereda destacou que os últimos meses do ano tendem a ter aceleração nos volumes de financiamento imobiliário. No ano passado, foram R$ 80 bilhões.
No programa do governo Minha Casa Minha Vida os contratos chegaram a 2 milhões em outubro, disse Hereda.
 
O presidente da Caixa participou nesta segunda-feira de almoço promovido pelo Grupo de Lideres Empresariais (Lide).
 

Emprego| Vendedor (Santel Santos)

Santel Santos

Contrata Vendedores com  ou sem experiência.

Benefícios:  Fixo + Comissão + Bonificação + VT.

Interessados enviar  currículo para:

adm@santelsantos.com.br

Empregos| Vagas de Gerentes para Rede de Supermercado

Rede de Supermercado "Cuca"
 
Esta selecionando profissionais para vagas de Gerentes e Subgerentes na Baixada Santista.
 
Interessados enviar currículo para:
 
 
 

Emprego| Ciências Contábeis

GRUPO MENDES SELECIONA
 

Grupo Mendes esta selecionando profissionais da Ára Contábil para: Analista Contábil.
 
Requisitos: Formação Superior e experiência  em fechamento e análise de balanço, conciliação, impostos federais, estaduais e municipais.
 
Interessados enviar currículo para e-mail:
 

Emprego| Loja Coqueluche abre vagas para Diversas Funções.

LOJA "COQUELUCHE"

Estamos admitindo: Operadoras de Caixa, Auxiliares de Loja e Vendedores (as) com experiência e disponibilidade de horário.

Interessados enviar currículo para:

recrutamento@coqueluche.com.br

Emprego| Promotora

Empresa seleciona "Promotoras"
 
 
Selecionamos moças para trabalhar com produto odontológico.
 
Benefícios: Salário R$ 900,00 (CLT) + VT + CB.
 
Interessadas: Enviar Currículo  para: debora@mcmsaude.com.br

Emprego| Diversas vagas para Casa Santa Marta

CASA SANTA. MARTA  - Contrata

Selecionamos:Repositor, Garçonete, Copa, Operadora de Caixa, Atendente, Delivery e Balconista de Padaria.
 
Interessados comparecer com currículo:R. Clay Presgrave do Amaral nº22 Gonz. Ssntos. Cep. 11055-370

Emprego| Telecomunicações (Vendedor)

EMPRESA DE TELECOMUNICAÇÕES

Empresa em início de atividade de telecomunicações.
Admite vendedores(as) com experiência em telecomunicações.
 
Exigências: Boa aparência, idade mínima 28 anos.
 
"Bom Sálario".
 
Interessados entrar em contato: Tel:(13) 3468-1086 ou 7807-9973 ID 129*29089.

Concurso| Dataprev

Dataprev publica edital com 8.626 oportunidades.
 
A Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informação da Previdência Social) oferece 8.626 oportunidades de níveis médio e superior em seu  concurso  que foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

O edital é feito para três grupos de carreiras.
No primeiro estão as oportunidades para analista de tecnologia da informação, com oferta para profissionais das áreas de Administração de Pessoal e benefícios; Análise de Informações; Advocacia; Arquitetura; Ambiente de Aplicações, Arquitetura;Ambiente Operacional; Banco de dados; Comercial; Contabilidade; Comunicação Social; Desenvolvimento; Engenharia, entre outras – confira a relação completa na tabela abaixo.
A remuneração mínima prevista é de R$ 5.291,10, já somados os benefícios de adicional de atividade e auxílio alimentação/refeição.

O segundo grupo selecionará profissionais para a carreira de analista de processamento para as regiões centro oeste, e as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. O salário inicial será de R$ 4.232,87, incluindo benefícios.

As áreas de medicina e segurança do trabalho compõem o terceiro grupo.
A estatal buscará profissionais com formação em engenharia de segurança do trabalho, medicina do trabalho, técnico de segurança do trabalho e auxiliar de enfermagem do trabalho para a região sudeste.
Os cargos de nível superior oferecem vencimentos iniciais de R$ 5.291,10, enquanto os de nível médio e técnico oferecem salários iniciais de R$ 2.592,66, já inclusos os benefícios.

Inscrições:
 
As inscrições serão recebidas até o dia 17 de outubro no site:
 
As provas objetivas e discursivas estão previstas para 11 de novembro, no turno da tarde.
O gabarito preliminar será divulgado já no dia seguinte.

Seleção para 205 vagas de "Professor"

São Vicente abre seleção para 205 vagas de professor.
 
A Prefeitura Municipal de São Vicente  abriu inscrições para 205 vagas de professores substitutos de educação básica I e II e intérprete alfabetizador de sinais Libras. A jornada mínima é de 50 horas mensais.
 
A remuneração oferecida para todos os postos é de R$ 12,83 por hora de aula, com exceção aos professores substitutos de educação básica I, que é de R$ 10,84.
 
É exigida a formação de nível superior na área escolhida e, em alguns casos, certificação e registro.
 
Para se inscrever, o interessado deverá acessar o site:
 www.zambini.org.br e clicar no link “Concursos”, a partir das 10h do dia 26 de setembro. O prazo segue atéaàs 16h de 25 de outubro.
A taxa é de R$ 72,90.
 
Vagas
 
O concurso oferece 150 vagas para professor substituto de educação básica I.
Os interessados pelos postos de professor substituto de educação básica II optarão pelas disciplinas de língua portuguesa (5), inglês (5), matemática (5), história (5), geografia (5), ciências (5), arte (5), educação física (5), informática (5) e educação especial (5) e  intérprete alfabetizador de Libras (5).
Provas
A prova objetiva será em 25 de novembro e contará com questões de língua portuguesa, história e características gerais de São Vicente, legislação sobre educação, conhecimentos específicos e noções de informática.
Os candidatos também serão submetidos à prova de títulos (doutorado, mestrado e especialização).
 
 
 

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Como fazer seu Currículo.

Dicas para construir um bom currículo
Para os jovens que estão iniciando a busca pelo primeiro emprego e para os que ainda sofrem com um ponto de interrogação em relação ao conteúdo de seu currículo, o famoso "CV", o Instituto Via de Acesso dá algumas dicas para você não pagar mico e construir o seu com destaque.
Dados pessoais: nome completo, idade, endereço, estado civil, telefone e e-mail. Certifique-se que esse espaço foi preenchido corretamente, afinal, é através desses dados que a empresa entrará em contato.
Objetivo Profissional: seja claro e objetivo, considerando o perfil da vaga pretendida.
Formação: Insira a sua formação acadêmica.
Experiência Profissional: é válido especificar apenas o nome das empresas nas quais trabalhou, cargo ocupado e período ou detalhar também atividades realizadas. Organizar empresas de acordo com a data de início/saída, da mais recente a mais antiga. Para quem está procurando o primeiro emprego, investir nos dois tópicos anteriores é a opção para se destacar.
Cursos / conhecimentos: nesse campo liste idiomas, conhecimentos de informática e cursos extracurriculares. Seja breve na descrição e insira somente cursos relevantes, de acordo com a vaga.
Informações Adicionais: adicione esse campo caso tenha feito algum tipo de trabalho voluntário, viagens ao exterior para intercâmbio, cursos ou atividades profissionais e prêmios conquistados.

Seleção de Bolsistas

INSTITUTO ADOLFO LUTZ

ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS
 
PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL – "FUNDAP 2013"
 
Laboratório de Saúde Pública na área de Vigilância Sanitária
Laboratório de Saúde Pública na área de Vigilância Epidemiológica
 
 
FORMAÇÃO SUPERIOR CONCLUÍDA EM:
BIOLOGIA
BIOMEDICINA
BIOTECNOLOGIA
CIÊNCIAS DOS ALIMENTOS
ENGENHARIA DE ALIMENTOS
ENGENHARIA QUÍMICA
FARMÁCIA
FARMÁCIA-BIOQUÍMICA
QUÍMICA
MEDICINA VETERINÁRIA
ZOOTECNIA
NUTRIÇÃO
 
DURAÇÃO: 1 ANO
CARGA HORÁRIA : 40 HORAS SEMANAIS
 
DOCUMENTOS: No dia da prova apresentar original da cédula de identidade e o comprovante de pagamento.
Data da Prova: 22/10 às 9:00 hs.
Data da Entrevista: 12/11 às 9:00 hs.

INSCRIÇÕES: Período: 21/09 a 18/10/2012 pelo site:
Informações sobre o processo seletivo poderão ser obtidas através do e-mail:

Auxiliar Administrativo

Brasil Foods

Vaga: Auxiliar administrativo
Cidade: Santos
Horario : 15:00 as 00:00hs

Benefícios: Ticket Refeição + Convenio Médico+  Convenio Odontológico+  Previdência Privada, PLR, Cooperativa de Credito + Vale Transporte.

*Atuar na área: "Administrativa da Logística".

*Interessados : Enviar currículos para :
 

Emprego| Ciências Contábeis/ Administração.

Empresa conceituada em Santos Seleciona "Analista Fiscal Jr".
 
Vaga: Analista Fiscal Jr.
Salário: Entre R$ 1.200,00 - R$ 1.500,00
Horário:
Seg-Sex 8:00 às18:00hs
Benefício: VR + VA + VT + Assis. Medica + Assist. Odonto.
Requisitos: Desejável estar cursando faculdade de Ciências Contábeis ou Administração de Empresas, conhecimento em NF's.
Regime de contrato: CLT - efetivo
Interessados: Encaminhar cv com assunto (Fiscal) para:
 

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Estágios|Engenharia Mecânica


Curso: Engenharia Mecânica

Bolsa Auxílio: R$ 1.150,00 + VT +VR + Assistência Médica

6 horas de trabalho no Perequê - Guarujá
Para alunos em formação entre  07/2014 a 12/2014
Interessados enviar curriculo para fernanda_perazza@cieesp.org.br

Informe o código desta vaga ( 592037)

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Estágios|Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo ou Relações Públicas

Vaga Atendimento – Estágio
Agência na Baixada Santista busca profissional com desejo de trabalhar na área de COMUNICAÇÃO, que seja criativo, proativo, tenha vontade de aprender e crescer junto com a empresa.
 
Requisitos: Proativo, dinâmico, com disposição para o trabalho e para aprender, Dominio do Pacote Office – Excel, Power point, Word, É necessário está cursando superior (Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo ou Relações Públicas).
 
Benefício: Bolsa-auxílio + VT
Interessados: Enviar currículo para:
 

Estágio|Publicidade e Propaganda, Marketing ou Design Multimídia

Vaga Assistente de Arte – Estágio
Agência na Baixada Santista busca profissional com desejo de trabalhar na área de COMUNICAÇÃO, que seja criativo, proativo, tenha vontade de aprender e crescer junto com a empresa.
Requisitos: Desejável conhecimentos em: Photoshop, Corel ou Illustrator, É necessário estar cursando superior (Publicidade e Propaganda, Marketing ou Design Multimídia).
 
Benefício: Bolsa-auxílio + VT
Interessados: Enviar currículo para:
 

Estágio| Propaganda e Marketing

Estágio para alunos de "Propaganda e Marketing"
 
"Para trabalhar como Assistente Comercial, fazendo uma pré-venda de nossos serviços por telefone".   
              
Empresa: "Inobox Soluções Integradas"



Local: Almeida de Morais, 164 cj: 53 - Vila Mathias / Santos
Horário: Segunda à Sexta das 10h às 17h - com 1h de almoço
Perfil: Comunicativo(a)
Atividades: Mapeamento e prospecção, Divulgar material promocional, Auxiliar no suporte de marketing e vendas, Participar do suporte na comunicação e satisfação do cliente.

Benefícios: Bolsa auxílio - R$ 450,00 (mensal)+ Ajuda de custo - R$ 13,80 (diário)

Interessadas enviem seu currículo para o e-mail:
 

Consultor de Vendas - Nicolosi

Consultor de Vendas

Santos e todo o Litoral
 
A Nicolosi Consultoria em Sistemas em fase de expansão, está admitindo consultor de vendas com conhecimento em informática e contabilidade para venda de sistemas folhamatic e Boletim IOB.
Excelente comissão + ajuda de custo + seguro do veículo

Envie seu currículo para:
 

Programa Trainee - VLI 2013

Programa Trainee - VLI 2013

Conheça nosso valor.
Nós reconhecemos o seu.
 
A VLI é uma empresa que nasceu da expertise logística da Vale com o objetivo de gerar valor ao negócio dos seus clientes e parceiros por meio de soluções que integram ferrovias, portos e terminais.
 
Venha fazer parte do nosso time e receber um salário de R$4.300,00.
Além de vários outros benefícios, como previdência privada, participação nos lucros e resultados, entre outros.
 
Trainee, Corporativo e Trainee de Engenharia.
Inscrições até 27 de Setembro - Clique aqui e faça a sua. www.traineevli.com.br
 
Com você , crescemos juntos.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Estágio| Ciências Contábeis


RAMO DA EMPRESA - Armazéns gerais.
CURSOS: Ciências Contábeis.REQUISITOS: Cursar do 3° ao 6° Semestre de Contábeis.
BENEFÍCIOS: Bolsa Auxílio: R$800,00/mês;Auxílio Transporte; Restaurante no local;Possibilidade de efetivação; Recesso remunerado;Seguro de vida.
HORÁRIO E LOCAL DE ESTÁGIO:De Segunda à Sexta-feira das 8h às 15h com 1h de intervalo.
Docas - Santos.
 
Informe o código: 69423 e ligue para (11) 3514-9300.

Cadastro gratuito e consulta de vagas:
 

Brasil...País de Engenheiros?

3 desafios que impedem Brasil de ser um país de engenheiros

Em 10 anos, o Brasil conseguiu mais do que duplicar o número de formados em Engenharia. Mesmo assim, precisamos de mais

São Paulo – Poucas categorias profissionais ganharam tanto prestígio na história recente do Brasil quanto os engenheiros. Seja por causa do pré-sal, seja pelas obras da Copa e das Olimpíadas, só se fala que o país precisa de mais engenheiros. Advogados já temos demais, argumentam alguns
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) estima que, até 2014, o Brasil vai demandar 90 mil novos engenheiros no mercado de trabalho, somados aos 854 mil inscritos hoje no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). Tal número já é considerado praticamente inalcançável, na avaliação da própria CNI
Com isso, o país importa mão de obra e aumenta os salários de quem já está dentro do mercado. De 2011 para cá, 6 dos 20 cargos que mais tiveram valorização salarial são engenharias, segundo o site de emprego Catho. O salário médio para um profissional na área de petróleo e gás (o site não especifica o nível de conhecimento) passou de 5,6 mil reais para 8,8 mil reais entre um ano e outro, com uma valorização de 55%.
Não se pode dizer que o Brasil não reagiu à demanda nos últimos anos. Entre 2001 e 2010, o número de formandos em Engenharia mais do que duplicou, saindo de 18 mil para mais de 41 mil. Os números de cursos e vagas cresceram de maneira exponencialmente maior que o PIB. Para o Confea, o Brasil começou a responder ao estímulo por desenvolvimento depois da letargia econômica das décadas de 80 e 90.
Mesmo assim, ainda estamos atrás na corrida por tecnologia. Dados do Banco Mundial compilados pelo professor da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Vanderli de Oliveira, mostram que 27% dos estudantes da Rússia estão matriculados em cursos relacionados à tecnologia, incluindo engenharia, enquanto no Brasil são 9% e, na China, 14%.
Confira três mudanças que o Brasil precisa levar adiante para ficar em dia com os profissionais engenheiros
1 Educação na base
Desafio: fazer mais gente se interessar por engenharia
Na última edição do PISA, o teste internacional de avaliação da educação, o Brasil não foi bem em ciência e leitura (para ambas as disciplinas ficou na 53ª posição, de um total de 65 países), mas foi um pouquinho pior em matemática (57º). Trata-se de um sintoma de fácil detecção: muitos alunos preferem passar longe dos números.
Embora alguns cursos de engenharia já há alguns anos estejam entre os mais concorridos nas universidades públicas (no vestibular da USP do ano passado, engenharia civil ficou à frente de medicina), quase 40% das vagas ficam ociosas, com concentração nas universidades particulares. Ter mais engenheiros no Brasil significa conseguir que mais alunos não tenham medo - e gostem - de matemática e física.
“O professor morre de medo da matemática porque ele não sabe (o conteúdo). Na pedagogia, todo mundo morre de medo”, afirma o pesquisador em educação Cláudio de Moura Castro, sobre o fato dos professores do ensino básico terem pouca afinidade com ciências exatas.
Em 10 anos, o Brasil conseguiu mais do que duplicar o número de formados em Engenharia. Mesmo assim, precisamos de mais
No caso de professores que se graduaram em matemática, o problema é inverso. “Eles receberam uma formação de matemática avançada, mas nunca ninguém ensinou como se chega em uma sala e ensina fração ou regra de 3”, diz Castro.
2) Evasão
Desafio: quem quiser engenharia, tem que querer ficar até o final
Dos alunos que começam algum curso de engenharia, 43% não o terminam, segundo a Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge). A grande maioria desiste logo nos primeiros dois semestres. Ou seja, dos brasileiros que se dispõem a enfrentar os números, grande parte acaba desistindo no meio da empreitada
“O sujeito não vem bem preparado, não acompanha e abandona. Ele prefere outros cursos onde teoricamente é mais fácil progredir”, afirma Vanderli de Oliveira, da UFJF e diretor da Abenge
Terminar com a evasão é um dos principais pontos do programa Pró-Engenharia, traçado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e enviado em 2011 para análise do Ministério da Educação, mas que ainda não saiu do papel. O problema, segundo Vanderli, não é exclusivamente brasileiro e as universidades não podem se furtar de lutar contra este cenário
“Não adianta colocar a culpa no ensino médio. Temos que recuperar o aluno que chega para que ele não abandone”, afirma o diretor da Abenge
O especialista Cláudio de Moura Castro ressalta que as universidade de engenharia tem que repensar os próprios currículos, pois ensinam muito mais do que o aluno precisa e não se adaptam a ele. ”Você tem que ajustar a dificuldade do curso ao aluno. Se ele chega no ensino superior, o pior que se pode oferecer é uma matemática que está acima do nível dele. Um problema adicional nosso é que temos uma grande relutância em aceitar que o aluno não sabe quase nada. O ensino brasileiro tem vergonha”, destaca.
O resultado é que a evasão nas públicas gira em torno de 40%, mas nas privadas, onde muitas vagas já estão ociosas, o índice chega a 60%, segundo a Abenge.
3) Engenheiros fora da engenharia
Desafio: quem cursar e concluir engenharia, tem que visualizar carreira na área
Quando a CNI calcula que o Brasil vai precisar de 90 mil engenheiros até 2014, pode não parecer tão difícil, já que a estimativa é de que em 2011 tenham sido formados 47 mil.
Mas dos que se formam, apenas 2 em cada 7 vão de fato trabalhar com engenharia. Ou seja, eu preciso de muito mais formados. Como serão demandados 90 mil engenheiros, teriam que se formar 321 mil profissionais. Quer dizer, se eu não mudar o cenário atual, vou ter um déficit de 48 mil engenheiros”, afirma Luis Gustavo Delmont, analista de desenvolvimento empresarial do IEL/CNI.
O fato é que o Brasil precisa dos engenheiros para crescer. E os engenheiros só vão se interessar pelo Brasil se o país crescer. Segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) de 2010, a demanda por engenheiros no país aumenta 7% quando o PIB brasileiro sobe 3%. Quando a economia cresce 7%, a procura por engenheiros aumenta 13%.
A dúvida que fica é: quanto o Brasil vai continuar crescendo?

Programa Estágio| Libra Terminais

Programa de Estágio  - "Grupo Libra"
 
Grandes Oportunidaes não aparecem a toda hora.
Estagiar no Grupo Libra, um dos maiores operadores portuários e de logística de comércio exterior do páis, é uma delas.

Somos o primeiro da América Latina a operar, de forma integrada, todos os modais de transporte: Terminais Portuários, Transporte Fluvial, Cargas Aéreas, Rodoviária e Ferroviárias.

Assim, você pode desenvolver o seu potencial em um segmento que cresce cada vez mais no país.

As vagas de estágio, com bolsa de auxílio, são para universitários no penúltimo ano de curso, em São paulo, Santos, Rio de janeiro e Cabo Frio.
 
Para participar do Processo Seletivo, acesse o site da Via de Acesso e cadastre seu curriculo no endereço:

Grupo Libra.

sábado, 15 de setembro de 2012

Gargalo de "Engenheiros"


 
O verdadeiro gargalo de "Engenheiros"
Abrir mais vagas não adianta, nossos alunos têm limitações. A maioria não tem habilidades mínimas em matemática. O resultado é a evasão dos cursos
Entre as questões em debate em educação, destaca-se hoje a quantidade de profissionais em áreas de ciência e tecnologia.
Muitos propõem formar mais engenheiros e mais professores de química e física criando vagas no ensino superior para essas carreiras.
Essas propostas são importantes, mas não levam em consideração limitações dos alunos.
O que de fato limita a qualidade e o número de formandos nas áreas de ciências exatas e tecnológicas? Dados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) apontam que a maior restrição está no número de jovens com habilidades mínimas em matemática.
Os resultados de avaliações internacionais tendem a repercutir entre nós apenas pela constatação de que estamos nas últimas colocações. Mas o Pisa vai muito além: fornece dados valiosos sobre o desempenho dos jovens de 15 anos.
O exame de 2009 foi feito por aproximadamente 470 mil alunos de 15 anos pelo mundo. A amostra representa 26 milhões de alunos de 65 países. Cada exame avalia três áreas -leitura, matemática e ciências- e estabelece seis níveis de competência.
Para uma ideia do que significa um aluno estar em cada um desses níveis (ou abaixo de todos), veja ao lado exemplos de questões similares às aplicadas em matemática.
Os dados mostram que 88,1% dos alunos não chegam ao nível 3 -não sabem, portanto, ler gráficos. Além disso, 96,1% não conseguem explicar o que ocorre numa troca de moeda se a taxa mudar. Mais do que impossibilitados de estudar economia, poderiam ser enganados com facilidade em qualquer outro país.
A distribuição limita o percentual dos nossos jovens em áreas que exijam competências mínimas em matemática, classificados do nível quatro para melhor. Só 3,8% dos participantes brasileiros do Pisa alcançaram esse desempenho.
Considerando que a população de jovens com 15 anos no Brasil é de aproximadamente 3,2 milhões, teríamos, no máximo, cerca de 122 mil jovens aptos para às carreiras de exatas. Esse número ainda cai no final do ensino médio, porque evidentemente há estudantes com habilidades mínimas que optam por outras carreiras profissionais.
Em 2011, o Ministério da Educação anunciou que dobraria as vagas de engenharia. Mas, em 2009, os 1.500 cursos existentes ofereciam 150 mil vagas ao ano, tinham 300 mil matriculados (embora as vagas permitissem até 750 mil, já que o curso dura cinco anos) e formaram 30 mil.
Uma alta evasão, para a qual contribui o déficit de habilidade matemática que o Pisa evidencia. Com conhecimentos tão pequenos de matemática, não surpreende que os alunos tenham dificuldades já no ensino médio. Um exemplo: para acompanhar gráficos nas aulas de física.
A Austrália tem 38,1% dos seus alunos no nível quatro ou superior na avaliação de matemática do Pisa; o Canadá, 43,3%; a Coreia do Sul, 51,8%. O Brasil tem 3,8%. Esses países têm proporcionalmente pelo menos dez vezes mais alunos aptos para as áreas de exatas e tecnológicas. Mesmo com uma população bem menor, a Coreia pode formar muito mais engenheiros do que nós.
A política educacional dos últimos 20 anos tem sido colocar os alunos na escola, uma etapa importante. Hoje, o desafio é melhorar, e muito, a qualidade do ensino fundamental. No momento em que se discute um novo Plano Nacional de Educação, deveríamos propor ações concretas para atacar a raiz do problema.
FERNANDO PAIXÃO, 63 físico, é professor do Instituto de Física Gleb Wataghin da Unicamp
MARCELO KNOBEL, 44, físico, é professor do Instituto de Física Gleb Wataghin e pró-reitor de graduação da Unicamp
Onde estão nossos engenheiros?
Enquanto mais de 80% da alta burocracia chinesa é formada de engenheiros, no Brasil não devem ser 10%
Dada a necessidade premente de investimentos na infraestrutura, o governo Dilma decidiu conceder à iniciativa privada os principais aeroportos brasileiros, e, em seguida, estradas de rodagem e ferrovias.
Não há garantia de que os serviços passem agora a ser realizados com mais eficiência. O mais provável é que custarão mais caro, porque as empresas terão condições de transferir para os usuários suas ineficiências e garantir seus lucros.
Por que, então, a presidente Dilma Rousseff tomou essa decisão? Não foi porque faltem recursos financeiros ao Estado, já que caberá ao BNDES financiar grande parte dos investimentos. Nem porque acredite na "verdade" de que a iniciativa privada é sempre mais eficiente.
Não obstante, foi uma decisão correta, porque falta capacidade de formulação e de gestão de projetos ao governo federal. Ou, em outras palavras, porque faltam engenheiros no Estado brasileiro.
Há advogados e economistas de sobra, mas faltam dramaticamente engenheiros. Enquanto mais de 80% da alta burocracia chinesa é formada por engenheiros, no Brasil não devem somar nem mesmo 10%.
Ora, se há uma profissão que é fundamental para o desenvolvimento, tanto no setor privado quanto no governo, é a engenharia. Nos setores que o mercado não tem capacidade de coordenar são necessários planos de investimento, e, em seguida, engenheiros que formulem os projetos de investimento e depois se encarreguem da gestão da execução.
Mas isto foi esquecido no Brasil. Nos anos neoliberais do capitalismo não havia necessidade de engenheiros. Contava-se que os investimentos acontecessem por obra e graça do mercado. Bastava privatizar tudo, e aguardar.
A crise da engenharia brasileira começou na grande crise financeira da dívida externa dos anos 1980. No início dos anos 1990, no governo Collor, o desmonte do setor de engenharia do Estado acelerou-se. Dizia-se então que estava havendo o desmonte de todo o governo federal, mas não foi bem assim.
Há quatro setores no governo: jurídico, econômico, social e de engenharia. Ninguém tem força para desmontar os dois primeiros; seria possível desmontar o setor social, mas, com a transição democrática e a Constituição de 1988, ele passara a ser prioritário. Restava o setor de engenharia -foi esse o setor que se desmontou enquanto se privatizavam as empresas.
Quando fui ministro da Administração Federal (1995-98) isso não estava claro para mim como está hoje. Eu tinha uma intuição do problema e, por isso, planejei realizar concursos parciais para a carreira de gestores públicos que seriam destinados a engenheiros na medida em que as questões seriam de engenharia, mas acabei não levando a cabo o projeto.
Quando o governo Lula formulou o PAC, reconheceu que os setores monopolistas necessitavam de planejamento, mas não tratou de equipar o Estado para que os projetos fossem realizados. Agora o problema está claro. Fortalecer a engenharia brasileira nos três níveis do Estado é prioridade.
A criação da empresa estatal de logística é um passo nessa direção. O Brasil e seu Estado precisam de engenheiros. De muitos. Vamos tratar de formá-los e prestigiá-los.
 

A falta que bons engenheiros fazem

A falta que bons engenheiros fazem

A escassez de bons engenheiros não atrapalha apenas o aumento da produção — é um fator do baixo desempenho brasileiro em inovação.

São Paulo - O Brasil não é conhecido pela habilidade de criar novos produtos, por isso mesmo chama a atenção o fato de o país ter ganhado projeção recente por causa de alguns inventos. Uma das criações foi o Pig Palito, mecanismo que percorre os dutos de transporte de petróleo e gás para detectar avarias e evitar vazamentos.

Os instrumentos do gênero são usados no setor desde 1970, mas o brasileiro é o primeiro que opera sob a pressão de águas profundas. Foi premiado pela Sociedade Americana de Engenharia Mecânica e, desde 2005, quando chegou ao mercado, é utilizado por petroleiras em paí¬ses como Estados Unidos, Canadá e Malásia.

Outro invento de destaque é o plástico verde da Braskem. Por ser produzido do etanol da cana-de-açúcar e ser reciclável, conquistou o primeiro lugar no European Bioplastics Award de 2007, da Associação Europeia de Bioplástico, entidade que reúne fabricantes e consumidores de plástico, como DuPont e Kraft.

Sucesso de vendas internacionais, está em produtos tão distintos quanto as embalagens de perfume da Carolina Herrera e as cadeiras do Amsterdam Arena, na Holanda.
Apesar de bem diferentes, há um elemento que une os dois produtos: ambos foram concebidos por engenheiros.

O Pig Palito é uma criação do centro de pesquisa da Petrobras, no Rio de Janeiro, coordenada pelo engenheiro mecânico Claudio Camerini. A ideia do plástico verde foi do engenheiro químico Antonio Morschbacker, que, ao confirmar a viabilidade do produto, o sugeriu à diretoria da Braskem,Mas Petrobras e Braskem, Pig Palito e plástico verde, bem como Camerini e Morschbacker, são exceções — uma pequena demonstração do que o Brasil seria capaz de fazer se levasse mais a sério a formação de um profissional básico para o desenvolvimento industrial: o engenheiro.

Pesquisas indicam que há uma relação direta entre a capacidade de as empresas e os países criarem inovação e o número e a qualidade dos engenheiros dos quais dispõem.
Na Coreia do Sul, dos 125 000 profissionais que trabalham com pesquisa, 90 000 são engenheiros e técnicos com formação ligada à engenharia




 

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A Profissão do Momento


Tem alguma dúvida em que área atuar nos próximos anos?
 
Que Curso Universitário Ingressar?
 
Veja pesquisa realizada pela "Robert Half" Do seguimente que mais tem crescido.
O filé mingnon  dos empregos do setor de petróleo e gás reserva aos candidatos a uma vaga alguns dos mais atraentes salários do mercado.
As remunerações dos novatos em cada função, muitos deles responsáveis pelas primeiras atividades de suas empresas na região, começam em R$ 3mil e podem atingir uma cifra dos sonhos R$ 27 mil.Entre os mais experientes de cada área, o topo chega a R$ 68 mil.


Os valores são da Robert Half, multinacional de recrutamento especializado que também atua na região e foi atraída pelas possibilidades de expansão da região com a Bacia de Santos.
"Ainda é tudo muito novo, mas as coisas começam acontecer", diz a gerente da Divisão ABC e Baixada Santista da Robert Half, Marta Chiavegatti, sobre o setor de petróleo.

A empresa atua mais na área de alto e médio escalões, geralmente para o nível gerencial e por isso, os salários são mais elevados.
Porém, eles servem de parâmtro para quem quer brilhar nesse setor.
Os melhores salários ficam obviamente com diretores de Supply Chain (cadeia de suprimentos) ou de Operações.
Os iniciantes na função ganham entre R$ 18 mil e R$ 27 mil ao mês, chegando à faixa de R$32 mil a R$ 68 mil se tiverem mais de dez anos de experiência.
Mas as remnunerações são atraentes também para as funções convencionais.
O comprador iniciante tem renda mensal entre  R$ 3mil e R$ 6 mil.
O veterano (mais de dez anos na mesma função) recebe de R$ 8mil a R$ 13mil.
A situação também é animadora para os geólogos, profissão em alta devido às buscas por petróleo.
O iniciante ganha no mínimo R$ 4mil.
A máxima do veterano é de R$ 50mil, os valores são também praticados em Santos.
Como é um setor muito novo, a maior parte dos profissionais vem do Rio de Janeiro, onde a exploração do pretóleo é antiga.
"Eles estão no Rio  de janeiro e, para virem para cá, é preciso alavancar o salário",afirma.
Além disso, a falta de mão de obra especializada é tamanha que é comum dobrar o salário para conquistar o candidato.
Diferentemente de muito santista que acha que o petróleo ainda não traz investimentos para a regiã.
Empresa de recrutamento já busca trabalhadores de alto nível para a Baixada .
Uma empresa de logística da região decidiu migrar  para o mercado do pré-sal.
A saída foi fechar parceria com um grupo europeu que instalará uma unidade indusrial no país devido às exigências da política de conteúdo nacional (a petrobras impõe que a maoir parte dos componentes seja feira no Brasil).O escritório ficará em Santos.
Uma outra empresa de petróleo e gás que já está na Baixada decidiu contratar um presidente que fique em Santos.
Antes a unidade era representada só por gerente
Renda PercaptaApesar da contratação de trabalhadores de níveis  gerenciais  em menor quantidade e beneficiar quem tem chance e estudar em boas escolas, essa tendência é positiva para a região.
Isso elevava a renda média da baixada e atrai investimentos para um mercado consumidor mais robusto, ao mesmo tempo em que evita inchaço populacional.
Porém isso não significa que não haverá oportunidades para as faixas inferiores.
A petrobras atingirá 6 mil fncionários até o final da década e a italiana Saipem, que está se instalando em Guarujá, terá outros mil, sem contar os fornecedores de ambas.
"A concentração dos  negócios em Santos é mais fácil para as companhias.
Há empresas de Santos que estão se mobilizando para atuar nese mercado, como há outras do Rio vindo para a região.
Veja a seguir o quadro da Crescente salarial para algumas funções:

Mercado de Salários (EM R$)

 
 
 
Experiência
Experiência
 
Cargo
Porte da
Empresa
0 a 2 anos
3 a 5 anos
6 a 9 anos
Mais de 10 anos
Engenheiro de serviços Óleo e Gás
P/M
6.500 a 8.500
7.500 a 12mil
9mil a 13 mil
12 mil a 16 mil
Engenheiro de serviços Óleo e Gás
G
7 mil a 9.500
8 mil a 12.500
11mil a 15 mil
12 mil a 20 mil
Diretor de Operações
P/M
18 mil – 23 mil
20mil – 28 mil
26 mil – 32 mil
32 mil – 40 mil
Diretor de Operações
G
22 mil a 27 mil
25 mil – 34 mil
29 mil a 40 mil
38 mil – a 68 mil
Gerente de Operações
P/M
15 mil a 19 mil
18 mil – 24 mil
22.500 a 27 mil
26 mil a 31 mil
Gerente de Operações
G
18 mil a 23 mil
20 mil a 28 mil
26 mil a 32 mil
32 mil a 40 mil
Geólogo/Geofísico
P/M
4 mil a 5.500
5 mil a 8.500
8  mil a 13 mil
12.500 a 20 mil
Geólogo/ Geofísico
G
5 mil a 7 mil
6 mil a 12 mil
9 mil a 16 mil
14 mil a 50 mil
Gerente de Projetos/ Contratos
P/M
9.500 a 12 mil
11 mil a 14.500
12.500 a 18 mil
17 mil a 25 mil
Gerente de Projetos/ Contratos
G
10.500 a 15 mil
12.500 a 18 mil
16.500 a 23 mil
21 mil a 46 mil
Engenheiro de Projetos
P/M
5.800 a 7 mil
7 mil a 9.500
9 mil a 15 mil
14 mil a 19 mil
Engenheiro de Projetos
G
5.800 a 7.500
7 mil a 10.500
10 mil a 16 mil
15 mil a 20 mil
Comprador
P/M
3 mil a 4.500
4 mil a 6.500
6 mil a 9 mil
8 mil a 11 mil
Comprador
G
3.500 a 6 mil
5 mil a 8 mil
7 mil a 10 mil
9 mil a 13 mil
Gerente de Engenharia
P/M
12 mil a 14 mil
13.500 a 16 mil
15 mil a 18 mil
17 mil a 22 mil
Gerente de Engenharia
G
15 mil a 19 mil
18 mil a 24 mil
22.500 a 27 mil
26 mil a 35 mil
Engenheiro de Vendas – Óleo e Gás
P/M
6.500 a 8.500
7.500 a 12 mil
11 mil a 13 mil
12.500 a 18 mil
E ngenheiro de Vendas – Óleo e Gás
G
7 mil a 9.500
8 mil a 12.500
9.500 a 14 mil
12 mil a 19.500

Obs: P/M (Pequena e Média Empresa) Até R$ 500 milhões de faturamento ano.

G (Grande Empresa) A Partir de R$ 500 milhões de faturamento ao ano
Saiba mais sobres cursos voltados para essas áreas de crescimento em nosso Portal (http://www.unimonte.br)
No Portal você encontra o link para falar com os Coordenadores respectivos aos cursos.
Informe-se faça parte da evolução.